top of page
  • Foto do escritorTânia d'Arc

Valéria Pinheiro


Valéria Pinheiro









Valéria Pinheiro é poeta, fotógrafa, agente e mãe da pequena Luiza Pinheiro Kühl, escritora e atriz, de apenas oito anos.

 

Alguns poemas da autora



As mãos do poema


Olho para as mãos

As minhas

São tristes

Sozinhas.


Já foram mais novas

Tiveram companhia

E serão mais velhas

Na próxima poesia.


São magras e frias

Também são cansadas

São mãos vazias

E abençoadas.


São mãos de calo

Da periferia

São mãos de trabalho

As mãos da poesia.


Solitárias vagueiam

De poema em poema

Cumprindo na vida

Da sorte, alguma pena.


São mãos de mulher

Frias e cansadas

São mãos de fé

Por velas, queimadas.





Lado de dentro


Abre seu olho

Pelo lado de dentro

Desprende da brisa

Você é vento.


Do lado de fora

O esquecimento

Não se demora

Na roda do tempo.


Correntes e vendas

Do lado de fora

Encontre a fenda

Chegou a hora.


Visite seu templo

Tome o que é seu

Sinta, recorde

O que se esqueceu.


O lado de fora

Um fragmento

Um breve eco

Só lado de dentro.


Ave menina


Procuro a menina

Nas cinzas passadas

Que falta me faz

As suas asas.


Inquieta espera

Pela luz, quase divina

Na face afável

Da ave menina.


Me lanço às ruas

Que dela, eram casa

Ave de fogo

De sonhos forjada.


Qual terá sido a esquina

Em que ela se perdeu

Sinto falta da menina

Que costumava ser eu.


 

Livros

Representa o livro Joana, a joaninha - Luiza Pinheiro Kühl (Donizela, 2024)

 

Saiba mais sobre Valéria Pinheiro

9 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page