top of page
  • Foto do escritorTânia d'Arc

Ciça


Ciça

Elciana Goedert (Ciça) nasceu em Ivaiporã, PR, e reside em Curitiba desde 1996. Costuma dizer que é bióloga em sua formação e poeta por inspiração. É acadêmica da AVIPAF, onde atualmente exerce a vice-presidência.


É membro do CLP e da ACCUR.

Participa do Coletivo Marianas, sendo diagramadora e revisora nos projetos do grupo. E também é integrante da Confraria da Poesia Informal.


 

Alguns poemas da autora



A menina que me acena


Tenho ainda dentro de mim

A menina que segura um jasmim

No rosto traz um sorriso tímido

Mas com um encanto que é nítido


A menina apenas busca a felicidade

Como tantas “meninas” da sua idade

Às vezes pensa que tudo é ilusório,

Por um tempo, refugia-se no silêncio


Um nó lhe aperta a garganta

Não é mais menina, nem santa…

Uma mulher já entrou em cena

A menina? Agora só me acena.



Publicado em Eu e a poesia, pela Editora Mapple.





DESABAFO


Antes de ser corpo, sou sensível

Antes de ser carne, sou humana

Antes de ser "gostosa", tenho voz

Antes de ser receptáculo, viro feroz

Antes de ser violentada, encaro meu algoz


Sou feminina, nunca seu capacho

Sou guerreira, não teu saco de pancadas

Sou fêmea, não escrava do seu leito

Tampouco um bibelô pra deixá-lo satisfeito

Sou mulher, e só peço o teu respeito!



Publicado em Nutrisia, pela Marianas Edições.





EXTINÇÃO


E o que era chama ardente

Aos poucos virou só brasa

Ainda iluminava, candente

Mas já não aquecia a casa


O descuido diminuiu o fogo

Negligência, ou o abandono

Mudanças no ritmo do jogo

Coisas que nem questiono


Não adiantava a brasa soprar

Ou testar novo combustível

Cinza acumulada, faz apagar


A próxima ação foi previsível

Depois de tanto decepcionar

Reviver a relação é impossível.



Publicado em Amores em degradê.

 

Livros

Eu e a poesia (Mapple, 2014)

Sob a ótica de Eros (Edições Catalina, 2016)

Nutrisia (Marianas Edições, 2017)

Amores em degradê (Bem Cultural, 2022)

 

Coautoria

Antologia Sarau Brasil - concurso nacional de poesia (2012)

Antologia da Confraria da Poesia Informal (2013)

II Antologia da Confraria da Poesia Informal (2014)

O melhor de mim (Poesias Escolhidas vol. II, 2014)

III Antologia da Confraria da Poesia Informal (2015)

Elas são de Marte: mulheres sem censura (2015)

Conexão: Feira do Poeta (2015)

Folhetim dos poetas malditos (2015)

Conexão II: Feira do Poeta (2016)

Asas à poesia - vol.1 (2016)

Conexão III: Feira do Poeta (2017)

Mãos aos versos - (II antologia da AVL, 2017)

Parnaso poético (2017)

Eles & Elas: aquecendo as palavras (2017)

Conexão IV: Feira do Poeta (2018)

Parnaso poético II (2018)

2ª Coletânea de poemas (Projeto Apparere, 2018)

Corpos ardentes (2019)

Saudades sem fim (2019)

Palavra de mulher - poesias (2019)

Marianas (2019)

Texturas poéticas (AVIPAF, 2019)

Florbela (2019)

Florbela 2 (2020)

Ruínas (Patuá, 2020)

Os melhores poemas (2021)

Mulheres poetizam (AVIPAF, 2021)

Lágrimas e o tempo (2021)

Quam sacer cruor (Hecatombe, 2021)

Los suenõs de los espejos (LiterArte, 2022)

Saudade eterna (Projeto Apparere, 2023)

Versos escarlates (Bem Cultural, 2023)

Sangue sobre (T)ela (Donizela, 2024)

QuinTAL? (Bem Cultural, 2024)

Confluências poéticas (AVIPAF, 2024)

Versos escarlates II (Bem Cultural, 2024)

 

Prêmios

Comenda Julia da Costa (AVIPAF, 2024)

Medalha Talento Poético (Projeto Poetizar o Mundo, 2024)

2º lugar na categoria escritor (Melhores do ano de Curitiba, Agência Midaz, 2023)

Medalha Mérito Cultural (Projeto Poetizar o Mundo, 2022)

Excelência Poética (AVIPAF, 2022)

Medalha Mérito Cultural (Projeto Poetizar o Mundo, 2018)

Menção Honrosa ao poema "Ofício: Poeta" (Buenos Aires, 2018)

 

Saiba mais sobre Ciça

15 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentarios


bottom of page